Inusitada Rosa

Inusitada Rosa

Há tanta gente que não sabe o verdadeiro significado de sentir. Pensam o sentir como algo carnal, desejo, prazer... Um sentir que só existe se houver o toque, a posse, o ver cara a cara. Mas digo, senhoras e senhores, que sentir vai além do que se vê. Você sabe que sente com o coração quando a lembrança da pessoa é mais importante do que sua pele. Quando seus olhos marejam de saudade quando lembra daquele momento bonito, daquela palavrinha que mudou o dia, quando você sente aquele arrepio na coluna quando ouve a voz mesmo que seja ao telefone... Sentir ultrapassa as barreiras do tocar, do calor da pele, da saliva, dos pêlos, da língua entrelaçada uma a outra. Sim, isso é maravilhoso, o prazer que proporciona é inigualável. As pernas bambas, o suor conjunto, os gemidos e sussurros ao pé do ouvido... Mas falo aqui, meus caros, do sentir com o coração, do aprisionamento da sua alma com o carinho do outro ser. Do lembrar constante, do afeto, da preocupação, da cumplicidade, da lealdade. Eu falo do sentir que poucos conhecem, pois nunca se permitiram a tal sensação por medo ou covardia. Abre alas pro teu ser, permita-se viver. Só vive por completo quem sorri, chora, cai, levanta e ama.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Latejando de desejo...!

Amado ... fiquei esperando pela sua ligação...latejando de desejo...!
Queria, quero preciso, necessito lhe tocar, sentir...Sentir seu corpo, calor, seu cheiro, sentir sua boca ávida...junto a minha....Eu estou me consumindo em tesão...
Hoje fui só para Lhe provocar com meu decote....
eu tava nervosa sim... porque queria me acalmar eu seu corpo...em seu sexo...e tentei de todas as formas passar sinais do quanto eu lhe queria...o quanto eu estava a lhe desejar...! Aquele momento que chegou perto de mim e me perguntou porque está me olhando assim.....
nossa eu estava numa viagem profunda...de desejos e vontades que sinto quanto estou em sua presença... na verdade estava me contento... ali para não correr para ti e lhe ergue a camisa e beijar todo o seu corpo e urgentemente abrir o zíper de sua calça e abocanha-lo....com anciã e furor... 
eu estava me contento para não pedir para abrir minha blusa e senti-lo sugar meus seios que estavam doendo de tesão....
Pra ser sincera eu estava me contento em todos sentidos ... Porque minha intimidade está tão sensível e desejosa... Que o Corpete o qual estava usando... Excitava-me... Uma dorzinha prazerosa... Da qual se intensificou em sua presença...
Nossa fui para casa minando desejo... ou melhor ainda estou... estou escorrendo...estou encharcada ainda...de desejos e vontades a serem consumidos em seu corpo, sexo....
Amado...Sobre muitas coisas, Te amo e não sei porquê, e nem quando aconteceu Só sei que lhe Amo por muitos dizeres e ações...Te Amo porque me desnuda e amas sem receios...Te amo por esta branda fúria que trazes no olhar, que quando não me fuzilas, me elevas ao céu...
Te amo pelo desespero que me provocas, e pela repentina paz que me despertas...Te amo por que nunca me ouve quando te chamo, e por estares presente, quando menos espero...Te amo por tuas mentiras mal contadas, das quais, faço questão de acreditar, e pela incredulidade que me fazes sentir, diante das tuas mais obscenas verdades...Por fim, Te Amo, porque é só o que sei fazer; Te amo simplesmente pelo que tu és, e pelo que sei que nunca vai ser...Te Amo porque acredito que possui a sensibilidade de perceber quando estou triste, medo, e precisando de você.... e assim me toma nos braços sem dizeres demais. E me Ame intensamente, loucamente, apaixonadamente para que eu revigore minhas Ilusões e força e entenda que não o amarei...menos ... nunca...!!!!
Estou a sua espera... Amado Amante... gulosa e com muita fome de tí... eu também estou com fome...e cheia de desejo....desejos que quero consumir em seu corpo...! 
Quero derramar meu gozo em tí.... e senti-lo o seu em mim... em um Amor Intenso...
do qual merecemos...
.... Ok AMADO... como lhe disse ao msn...terminei ... ainda hoje... mesmo vc me tirando a atenção diversas vezes... rsrsr...e me deixando mais excitada do que estou...
Enfim....22:OOh beijos meu Amor... OBS. fiquei curiosa pela tara srsrs da qual não foi possível descrever srsr .... ! E se der tempo .... descrevo amanhã o sonho... do qual lhe falei... do qual uso "ele" como meu brinquedinho....e vc imóvel a contemplar... minhas expressões... e sentir minhas sensações...ao me masturba...imaginando ser vc....!!! E se for preciso ... eu lhe amarro sim Amado.... eu lhe Amarro....! bjim ... sua e sempre INUSITADA....

Sem delongas meu Amado vêm até a mim...

No dia 22/03 mesmo...(quinta-feira) meu Amado...liga dizendo para me organizar que irã ao meu encontro pela noite...eu ansiosa...como sempre espero pela sua ligação...! No inicio achei que trataríamos somente de negócios e interesses de ambas as partes a nível social...mas com o tempo...o calor dentro do carro foi aumentando...os vidros embasando...e cada vez que ele chegava perto do meu pescoço para se atentar ao documento do qual eu explicava...meu corpo, estremecia...meu tesão aumentava...tudo o que eu mais queria...era que ele arranca-se aquele documento de minhas mãos...e com tamanha urgência e surpresa...deita-se o banco do carro e me possui-se ali...
mais ele foi cauteloso, e contido...e atentamente prestava atenção em tudo o que eu dizia...por fim...acabei... e precisa acabar logo... porque tudo o que eu queria era...sair correndo daquele carro para não cometer uma loucura...ou deixar-se viver...mais uma...
antes mesmo que eu me despedi-se dele...ele começou a roçar os os bicos dos meus seios com as mãos ... que com certeza anunciava meu tesão em está em sua presença... entre beijos e toques... ele dizia está com saudade do meu corpo... do meu calor... e mais que depressa abriu os botões de minha camisa... e eu senti sua mão quente sobre meus bicos rígidos e doloridos... ele não se contia em querer sentir os mesmos com sua boca...e língua ávida para me enlouquecer de desejo...
mas o local onde estávamos não era apropriado eu o contive ...lhe pedindo calma... CALMA... !!! como se isso você possível quando nossos corpos de tocam se sente...CALMA...!!! para um Desejo ... que nos consome diariamente... CALMA !!! para corações acelerados... bocas e línguas urgentes... Com certeza eu dizia CALMA para mim... mesma... CALMA para meu corpo ... e entranhas que latejava em querer ser possuída...enfim...não aquentei e o toquei...eu sabia que se isso eu o fizesse mais um momento INUSITADO nos viveríamos...e irresistivelmente acarinhava seu sexo por cima da calça...enquanto murmurava entre delicados beijos e lambidas um " Sonho...da noite anterior...ou melhor...mais...um Desejo a ser consumido ainda com ele..." ele ficou louco...e mais teso e viril ficou...e me perguntas em meio ao ano nosso fervor... : 
_ Posso lhe roubar... vamos para outro lugar mais discreto ? 
_ Sim meu Amor... vamos logo... que não posso me demorar....! 
Na penumbra da noite procurávamos um lugar discreto...para abrandar nossa  fúria...e fogo...de querer mais intensamente um ao outro... Me senti como uma adolescente...aff...lugar perfeito...vidros fumês... e mais que depressa ele retira meus peitos de minha Lange ri...e morde, chupa... mordisca... gemo...
quase grito de tanto prazer... não aguentei e disse a ele. 
_ Você me quer molhadinha né...   
_ Quero meu Amor... Quero em meio a beijos sufocados e intensos...
Mal sabia ele que eu já sentia minha umidade descer pelas minhas entranhas... e logo logo eu seria capaz de molhar minha calcinha..... em meio ao nosso tesão ...novamente não aguentei e disse a ele. 
_ "Ela" está latejando de vontade...de ser possuída... 
_ Eu quero sentir ela...agora... quero tocar ela... 
_ Não Amor... vc vai ficar com meu cheiro de mulher...
_ Não me importo...!
_ Devemos ter cuidado... não quero lhe perder... 
_ Antes de voltar eu dou um jeito...
Já não deu tempo para mais nada... e suas mãos já estava em mim.... e seus dedos ...já sentia minha umidade e intimidade a latejar.... me entreguei.... desci meu corpo para baixo.... e Vive todo o prazer do qual ele se realizava em me dar.... 
_ Goza pra mim Amada.... derrama tudo....!
_ Quero Gozar em vc... quero seu gozo em mim...quero "ele" dentro de mim.... me penetra Amado..... Quero ele .... Quero ele.... Quero Goza com  "nele"...
Mas não adiantava mais ..... meu corpo estava rendido.... entregue... Ao mesmo tempo que eu desejava seu sexo Teso em mim... eu não queria que ele parasse... e como sempre e todas as vezes meu êxtase é intenso....sublime....e derramo todo meu prazer em seus dedos ágeis e experientes....Fechei meu olhos por minutos....logo abri meus... os dele estavam fixos e estalados a me contemplar... ele mordiscava a boca que demonstrava querer salivar.... de vontade de abocanhar meu sexo encharcado de meu mel .... e matar a sede de mim.... e em meio a essa dupla contemplação... e ainda acarinhando meu sexo todo lambuzado ele disse : 
_ Deeeelllíiiiciiiaaaaaaaaa..........
Não aquentei...sua voz foi como um estímulo a uma reação INUSITADA  de minha parte e com certeza para ele...já que nestes quase três Ano... nunca fiz...! Extintivamente, ou melhor INUSITADAMENTE...retirei seus dedos de dentro de mim.... e introduzi-los em minha boca.... chupei os... intensamente... 
e eu o olhava firmemente...ele gemeu de tesão... beijei ele com gosto e enchi a boca dele de meu gosto do qual ambos degustávamos.... em meio ao meu sugar e beijos eu sussurrei : 
_ Diz Amado... diz para mim ... o que vc quer... ! 
_ Diz Amado... eu quero ouvir  .... o que quer...vamos diga.... 
_ Vc me leva a delírios ... me faz viajar ... de modo a não me conter... 
_ Diz Amado... diz o que deseja.....
_ " Quero sua boca nele... sua boca... quente... quero encher sua boca.... 
Porque Amado: 
_ Porque vc é minha... minha Amada... meu tesão... minha paixão...loucura... 
Mas que depressa retirei ele da calça... quando eu peguei nele e coloquei minha boca.... ele deu um gemido intenso.... e se arco para trás... nossa eu nunca "o" havia sentindo daquele maneira... "ele" tava diferente.... mais forte... mais... grosso... mais firme....mais teso.... (eu "o" "conheço" bem... textura, cheiro, sabor, diâmetro... comprimento)... "ele" estava mais intenso do que nunca.... eu não precisei fazer absolutamente nada... o aprofundei poucas vezes em minha garganta e o delineei o em meio a gemidos e frases como:
_ Vontade de lhe pegar de quatro... háá´´aá........Amor...." ....
E logo ele disse para Amor.... fica quietinha ... agora por favor:
_Háaaaaaaaaaaaaaaaa........hháaaaaaaaaaaaaaaaaaaaahúmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm.aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa....................................ummmmmmmmmmmmmm........................!!!!!!!
Ele encheu minha boca.... com todo seu prazer por mim.....! Foi tão forte... tão intenso... que das outras vezes... eu nunca deixei derramar uma gota se quer.... sempre consumi tudo... nunca sobrou nada...e sempre o beijo depois carinhosamente.... 
em todas as extremidades...e dessa vez o prazer, o tesão foi tanto... que não consegui consumir tudo..."tamanha explosão"... que acabei a derramar um pouco pelos cantos de minha boca.... 
ao me levantar.... limpei com meu dedo... e o levei até a sua boca... para que ele senti-se seu próprio gosto... ele chupou meu dedo ferozmente e disse: 
_Vontade louca de fazer uma dança de línguas e sentirmos nossos prazeres....vc me faz viajar...sair de mim... perder o juízo...! 
Nos beijamos intensamente.... nos abraçamos.... nos recompomos.... nos despedimos...nos emocionamos ... dissemos um ao outro :  EU TE AMO.... saímos do nosso mundinho INUSITADO e voltamos para o Nosso TUDO... ! 

quinta-feira, 22 de março de 2012

Com Certeza sou Doida....

Sem sombra de dúvidas.... sou Doida...
" Constatação de INUSITADA ROSA "...!
São versos de Adélia Prado, retirados do poema A Serenata. Narra a inquietude de uma mulher que imagina que mais cedo ou mais tarde um homem virá arrebatá-la, logo ela que está envelhecendo e está tomada pela indecisão - não sabe como receber um novo amor não dispondo mais de juventude. E encerra: De que modo vou abrir a janela, se não for doida? Como a fecharei, se não for santa?'. Adélia é uma poeta danada de boa. E perspicaz. Como pode uma mulher buscar uma definição exata para si mesma, estando em plena meia-idade, depois de já ter trilhado uma longa estrada onde encontrou alegrias e desilusões, e tendo ainda mais estrada pela frente? Se ela tiver coragem de passar por mais alegrias e desilusões - e a gente sabe como as desilusões devastam - terá que ser meio doida. Se preferir se abster de emoções fortes e apaziguar seu coração, então a santidade é a opção. Eu nem preciso dizer o que penso sobre isso, preciso? Estou no começo do meu desespero e só vejo dois caminhos: ou viro doida ou santa'.  Mas vamos lá. Pra começo de conversa, não acredito que haja uma única mulher no mundo que seja santa. Os marmanjos devem estar de cabelo em pé: como assim, e a minha mãe??? Nem ela, caríssimos, nem ela. Existe mulher cansada, que é outra coisa. Ela deu tanto azar em suas relações que desanimou. Ela ficou tão sem dinheiro de uns tempos pra cá que deixou de ter vaidade. Ela perdeu tanto a fé em dias melhores que passou a se contentar com dias medíocres. Guardou sua loucura em alguma gaveta e nem lembra mais. Toda mulher é doida. Impossível não ser. A gente nasce com um dispositivo interno que nos informa desde cedo que, sem amor, a vida não vale a pena ser vivida, e dá-lhe usar nosso poder de sedução para encontrar 'the big one', aquele que será inteligente, másculo, se importará com nossos sentimentos e não nos deixará na mão jamais. Uma tarefa que dá para ocupar uma vida, não é mesmo? Mas, além disso, temos que ser independentes, bonitas, ter filhos e fingir de vez em quando que somos santas, ajuizadas, responsáveis, e que nunca, mas nunca, pensaremos em jogar tudo pro alto e embarcar num navio-pirata comandado pelo Johnny Depp, ou então virar uma cafetina, sei lá, diga aí uma fantasia secreta, sua imaginação deve ser melhor que a minha. Eu só conheço mulher louca. Pense em qualquer uma que você conhece e me diga se ela não tem ao menos três dessas qualificações: exagerada, dramática, verborrágica, maníaca, fantasiosa, apaixonada, delirante. Pois então. Também é louca. E fascinante. Todas as mulheres estão dispostas a abrir a janela, não importa a idade que tenham. Nossa insanidade tem nome: chama-se Vontade de Viver até a Última Gota. Só as cansadas é que se recusam a levantar da cadeira para ver quem está chamando lá fora. E santa, fica combinado, não existe. Uma mulher que só reze, que tenha desistido dos prazeres da inquietude, que não deseja mais nada? Você vai concordar comigo: só sendo louca de pedra.                                                                                                                ( Martha Medeiros)
Louca...Ânsia De te ter... Amado!

Anseio pelas tuas mãos...
Pelos momentos roubados ao dia...
Pelos minutos juntos,...
Pelos teus lábios nos meus,...
Pelos teus braços que me prendem...
Pelo calor do teu corpo junto ao meu...
Anseio pelo teu desejo...
Pela fome com que me agarras...
Pela vontade louca com que nos olhamos...
Pela tua língua exigente...
Pela rapidez com que me tirar a roupa...
Pela forma com que livras da tua...
Aí que anciã doida de ti...
Quando tempo demoras a chegar a mim?

Beijos ...Sua e sempre INUSITADA...louca srsr.

terça-feira, 20 de março de 2012

Saudade Descomunal....

Amado....
Saudade de acarinhar seu cabelo,...
sentir sua barba a me roçar ...
e da sua boca... ao tocar a minha...
   Saudade do seu cheiro, do se calor,...
e de lhe tocar com calma...
ao ponto de sentir seu prazer...
seu gosto..sabor...
Saudade do toque de suas mãos...
em minha intimidade....
Saudade de seu corpo, a me ninhar...
do seu abraço a me proteger e...
de seu sexo pronto para me Amar... 
Saudade de sua língua avassaladora...
a me enlouquecer de prazer  ...
Saudade de Nosso Amar...
de nosso êxtase...
de nossa respiração ofegante...
em especial do seu gemido a me alucinar.... 
Saudade de seu gozo que me preenche... 
as entranhas a revigorar ... 
Saudade de nossa cumplicidade...
de Amar e sermos Amados... 
Saudade ESPECIALMENTE...
 do brilho dos teus olhos...
quando nos tornamos um só...
ao ponto de me ver refletida em sua Íris...
SAUDADE...DESCOMUNAL...
de lhe Amar sem receios e medos...
Sua e sempre INUSITADA...

quarta-feira, 14 de março de 2012

Palavras que refletem o meu mais íntimo....

Amado....9:45h
Suas palavras de ontem e as de hoje bolinaram minha sensibilidade... sensibilidade que tento camuflar, esconder de todos...inclusive de vc e de mim mesma ...apesar de no fundo vc já saber...o que me derruba emocionalmente e me coloca ao chão...como mesmo disse ...!


" Releituras.... Martha Medeiros...e Caio F. de Abreu..."

"Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho." (Martha Medeiros)
Trago momentos felizes e momentos de decepção. Carrego pessoas, amores e desamores, amigos e inimigos, desafetos, paixões. Não sou um livro aberto, mas também não tão fechado que você não consiga abrir, basta ter jeito, saber tocas as páginas, uma à uma e descobrirá de que papel elas são feitas.(Caio F. de Abreu)
No meio, a gente descobre que precisa guardar a senha não apenas do banco e da caixa postal, mas a senha que nos revela a nós mesmos. Que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que as mesmas coisas que nos exibem também nos escondem (escrever, por exemplo). Que tocar na dor do outro exige delicadeza. Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo. No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir. Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue. Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo."(Martha Medeiros)
"Sempre fui sentimental e nunca levei adiante relações em que não estivesse emocionalmente envolvida, e por mais que eu pareça ser durona, é apenas fachada. Só eu sei o quanto já sonhei em ser uma princesa resgatada da torre de um castelo." (Martha Medeiros - Fora de Mim)
“Não sei, até hoje não sei se o príncipe era um deles. Eu não podia saber, ele não falava. E, depois, ele não veio mais. Eu dava um cavalo branco para ele, uma espada, dava um castelo e bruxas para ele matar, dava todas essas coisas e mais as que ele pedisse, fazia com a areia, com o sal, com as folhas dos coqueiros, com as cascas dos cocos, até com a minha carne eu construía um cavalo branco para aquele príncipe. Mas ele não queria, acho que ele não queria, e eu não tive tempo de dizer que quando a gente precisa que alguém fique a gente constrói qualquer coisa, até um castelo.” (Caio Fernando Abreu)
"Já tive torres internas que foram ao chão. Torres altas demais para mim, torres que nem chegaram a ficar concluídas (as de dentro nunca se concluem), torres que me exigiram esforço e que me deram prazer, até que alguém, com uma frase, ou com um gesto, as fez virem abaixo. Tinha gente dentro, tinha eu."  (Martha Medeiros)
" Amado...Eu ainda estou presa neste "castelo de areia" que eu mesma construí...e acho que nunca mais sairei dele...com o tempo eu percebi que o príncipe do cavalo branco que me arrebataria...não mais viria ...ou como mesmo eu já disse a vc...ele não existe..." Mais em minha prisão solitária adentrou pela janela um LINDO E AMADO BEIJA-FLOR DE VERDE JADE...pelo qual me apaixonei... e entreguei meu coração...minha alma e meu corpo...que não pode ficar muito tempo....e muito menos me tirar de onde vivo...mais que alegra meus dias...
por isso Amado Beija-Flor eu volto a lhe dizer : " Eu te Amo porque sei que também me Amas...um Amor cúmplice, com carinho,respeito, tesão, paixão, loucuras, fantasias...Amor que se fortaleceu e fundiu-se ainda mais com vinda de nosso filho...INUSITADO...que me trouxe mais força e coragem...para enfrentar o "Nosso Tudo"...
assim...Não me poupe dos teus olhos, que a trilha para minha alma...Não me poupe da tua boca, ela me faz sorrir com o corpo todo...Não me poupe da tua risada, o tapete vermelho para minha alegria...Não me poupe do teu corpo, é onde visto todos os meus poros com liberdade...Não me poupe dos teus dedos, eles desvendam meus cantos mais secretos...Não me poupe do teu sexo, só assim não tenho medo de morrer porque renasço no mesmo instante...Não me poupe do teu sono, é quando nos protegemos dos nossos próprios sonhos...Não me poupe da tua voz, é onde sou verso em poesia...Não me poupe da tua partida, na solidão me reconheço...Não me poupe da tua ausência, só assim consigo descobrir que cor tem os olhos da saudade...Não me poupe da distância, quero me ver capaz de suportar os dentes afiados da falta, que  mastigam o estômago de quem ama"... " Este amor oculto que existe dentro de mim é como o ar que respiro e que seja sempre assim, mesmo oculto em meu coração em minha mente... ele me faz sobreviver... Este amor, que me permite sonhar é o que preenche minha alma é o que me ajuda a caminhar, é a luz dos meus dias, de esperar por um dia que o sonho se realize, mesmo sabendo que não vai se realizar... Este amor adulto que mais parece criança é a fé que me move me faz ter esperanças, por uma luz que sei que não vai mais brilhar... Dependo deste amor... sim... Amado... amor... que me faz mais feliz... amor que me faz aprender... e que mesmo com todos os impe-cílios faz me sentir Amada, desejada, importante...para vc assim como és para mim...Enquanto existir este amor sei que vou ser "completa" porque você só me dá alegrias e me faz se sentir : Repleta de Amor...! Mesmo na distância e na vontade de possuir e ser possuída, mesmo que o corpo estremeça só em pensar em você... ainda assim me sinto Repleta...estando tão longe e ao mesmo tempo tão perto de tí...
"Quem pode explicar o que me acontece dentro? Eu tenho que responder às minhas próprias perguntas. Eu tenho que ser serena para me aplacar minha própria demência. E tenho que ser discreta para me receber em confiança." (Martha Medeiros in Divã)
"Você é aquilo que reivindica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, você é os direitos que tem, os deveres que se obriga, você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia. Você não é só o que come e o que veste. Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê." (Martha Medeiros)
"Eu cresci. Por dentro e por fora (e reconheço, pros lados). Sou gente grande, como se diz por aí. E o mundo à minha volta, à nossa volta, virou aldeia, somos todos vizinhos, todos vivendo apertados, financeira e emocionalmente falando. Saudade de uma alegria descomunal, de uma esperança gigantesca, de uma confiança do tamanho do futuro - quando o futuro também era infinito à minha frente. " (Martha Medeiros)
"Tenho medo de não conseguir manter minhas ideias, meus pontos de vista, minhas escolhas. A minha cabeça é como um guarda que não permite que eu estacione em local algum. Eu fico dando voltas e voltas no meu cérebro e quando encontro uma vaga para ocupar, o guarda diz: circulando, circulando . Você está me entendendo? Eu não tenho área de repouso. Raramente desligo, e quando isso acontece, não dá nem tempo para o motor esfriar." (Martha Medeiros)
"Dentro de mim há pensamentos demais, o que torna tudo meio apertado, mas tenho tentado dar uma arrumada nessas ideias para que cada uma fique na sua gaveta. Há também sentimentos demais, mas de forma alguma vou expulsá-los, deixo que circulem à vontade pelo meu corpo...Dentro de mim as estações são bem definidas: verão é verão, inverno é inverno. Toca música aqui dentro quase o tempo todo, e há uma satisfação secreta que precisa se manter secreta para não passar por boba. Há crianças e adultos dentro de mim, todos da mesma idade...Dentro de mim estão muitas lágrimas que não foram choradas pra fora e muitos sorrisos que, de tão íntimos, também guardei. Dentro de mim, às vezes, são produzidas algumas cenas sofisticadas e roteiros de filme B. Como não gostar de viver aqui dentro? E você,(AMADO) tem sido um hospedeiro insubstituível(Martha Medeiros) 
Desassossegados do mundo correm atrás da felicidade possível, e uma vez alcançado seu quinhão, não sossegam: saem atrás da felicidade improvável, aquela que se promete constante, aquela que ninguém nunca viu, e por isso sua raridade. Desassossegados amam com atropelo, cultivam fantasias irreais de amores sublimes, fartos e eternos... cheios de ânsias e desejos, amam muito mais do que necessitam e recebem menos amor do que planejavam. Desassossegados pensam acordados e dormindo, pensam falando e escutando, pensam antes de concordar e, quando discordam, pensam que pensam melhor, e pensam com clareza uns dias e com a mente turva em outros, e pensam tanto que pensam que descansam." (Martha Medeiros)
"Para onde vai tudo o que a gente pensa e reprime, tudo o que a gente lê e compreende, tudo o que a gente vê e não toca?  Para onde vão as ideias que a gente consome e os sentimentos que nos envergonham? Vida interior. Nem mil anos bastariam para eu assimilar tudo o que sinto 
e acomodar toda essa trupe em mim."   
(Martha Medeiros)


"Todos nós amamos, erramos ou julgamos mal...Todos nós já fizemos uma coisa quando o coração mandava fazer outra... Então, qual a moral disso tudo? Nem tudo sai como planejamos portanto, uma coisa é certa... Não continue pensando em suas fraquezas e erros, faça tudo que puder para ser feliz hoje! Não deite com mágoas no coração. Não durma sem ao menos fazer uma pessoa feliz! E comece com você mesmo!" (Martha Medeiros) 
"E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará. A moça ... levanta e segue em frente. Não por ser forte, e sim pelo contrário... por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama... " (Caio F. de Abreu)
"Quero o circo todo a que tenho direito: sedução, fantasia, tempo. Quero um romance longo, quero intimidade. Fazer cena de ciúme, terminar, voltar, amar, brigar de novo, telefonar, pedir desculpas, retornar. Amantes bem comportadas são um tédio."  (Martha Medeiros in Divã)
Ando com uma vontade tão grande de receber todos os afetos, todos os carinhos, todas as atenções. Quero colo, quero beijo, quero cafuné, abraço apertado, mensagem na madrugada, quero flores, quero doces, quero música, vento, cheiros, quero parar de me doar e começar a receber. Sabe, eu acho que não sei fechar ciclos, colocar pontos finais. Comigo são sempre vírgulas, aspas, reticências. Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… e continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros tem para me dar."Caio F.
Eu me sinto às vezes tão frágil, queria me debruçar em alguém, em alguma coisa. Alguma segurança. Invento estorinhas para mim mesmo, o tempo todo, me conformo, me dou força. Mas a sensação de estar sozinho não me larga. Algumas paranoias, mas nada de grave. O que incomoda é esta fragilidade, essa aceitação, esse contentar-se com quase nada. Estou todo sensível, as coisas me comovem..."  (Caio F.)  
Levanta dessa cama garota. Anda! Sei que tá doendo, mas levanta. Coloca uma roupa. Passa a maquiagem. Arruma esse cabelo. Ajeita a armadura. Segura o coração. Sai por aquela porta. Enfrenta o vento. Sorri pro sol. Segura o coração. Olha pra ele. Passa reto. Não caia. Não caia. Engole o choro. Finge de morta quando ele falar com você. Seja fria. Continue andando. Enfrente seus problemas de cara. Reaja. Vai. Tá pensando que é só você que sofre? Tá enganada. Anda menina. Para de ser infantil. A culpa não é de ninguém…Se apaixonou agora segura. Anda. Seja forte. Seja feliz. Seja uma mulher.

“Escrever é enfiar um dedo na garganta. Depois, claro, você peneira essa gosma, amolda-a, transforma. Pode sair até uma flor. Pode sair até uma flor. Mas o momento decisivo é o dedo na garganta." Caio Fernando de Abreu
Desculpas Amor...mas as vezes enfiar o dedo... 
na garganta faz bem.... 
Beijos Amor..... Sua e sempre INUSITADA...!